Volte ao SPIN

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Eu não tenho consciência, eu sou a consciência

Dirigi-me para registrar o por-do-sol
Lá distrai-me com uma árvore contendo pequenos frutos em cachos, fiquei encantado com a beleza
Ao chegar em casa notei um ferimento tipo queimadura no meu corpo
Consultei dois médicos, um clínico geral e um dermatologista, eles disseram ser improvável ter sido ferimento provocado por inseto tipo potó, aranha ou animal tipo cobra, etc
O dermatologista receitou-me uma pomada para queimadura de segundo grau
Ao filmar o por-do-sol uma uma luz fez-se presente ali, pode ser que seja reflexo de algum raio solar, difícil saber.
Durante a dormência eu havia sonhado com luzes no céu, quando foi-me dito a frase "eu não tenho consciência, eu sou a consciência"